Manutenção Corretiva

O que é o contrato de Manutenção Preventiva para equipamentos de ar-condicionado?

Para começar a te explicar, a manutenção preventiva tem dois objetivos principais: o aspecto técnicoe o de aspecto legal.

O aspecto técnico se trata da manutenção mensal preventiva e também resolver possíveis problemas corretivos, caso ocorram. Além disso, a manutenção preventiva cuida para que os equipamentos estejam sempre limpos, evitando a proliferação de doenças e contaminação de produtos. Sem a manutenção preventiva dos aparelhos e dutos, os riscos de adquirir e disseminar doenças respiratórias no ambiente de trabalho chegam a ser dez vezes maiores, quando comparado aos riscos em ambientes que possuem o acompanhamento por manutenção. O problema é tão sérioque levou a Organização Mundial de Saúde a criar o termo “Síndrome do Edifício Doente” e considerá-la como uma questão de saúde ocupacional. Abaixo, alguns exemplos de como pode ficar um equipamento de ar condicionado sem a devida manutenção e limpeza preventivo-periódica:

O aspecto legal se trata do fornecimento de documentos como o PMOC (Plano de Manutenção, Operação e Controle) e ART- CREA (Anotação de Responsabilidade Técnica – CREA), que vão garantir a órgãos fiscalizadores como ANVISA, Ministério do Trabalho, ISSO entre outros, a qualidade do ar no interior de sua empresa, de acordo com o exigido nas normativas em vigor.

As manutenções podem ser feitas por qualquer empresa ou profissional liberal?

Não.

Por se tratar de equipamentos de ar condicionado que necessitam de fluidos refrigerantes para funcionarem, o gás, todas as empresas que trabalham com a manutenção desses equipamentos são obrigadas a possuírem a Licença Ambiental Simplificada – LAS e o cadastro ativo no IBAMA. Essas empresas possuem em seus procedimentos ações que garantem a emissão do mínimo possível desse “gás” no meio ambiente. Todos os “gases” adquiridos sem essas licenças são paralelos e não credenciados no INMETRO.